CUIABÁ

TURISMO

Ilha de Páscoa reabre com adoção de medidas sanitárias

Publicados

TURISMO

A ilha de Páscoa se fechou completamente e agora retorna com exigências sanitárias para turistas
Pixabay

A ilha de Páscoa se fechou completamente e agora retorna com exigências sanitárias para turistas

Turistas podem voltar a visitar a Ilha de Páscoa, considerada uma das ilhas mais isoladas do mundo, a Ilha Rapa Nui, como é chamada na língua nativa, ficou fechada por mais de dois anos para o turismo nacional e internacional por causa da pandemia da Covid-19.

Agora, com a reabertura, o destino determinou uma série de medidas, especialmente no campo da saúde. A informação foi divulgada nesta semana.

Para entrar na ilha, é preciso preencher um formulário online, ter um teste PCR negativo e que não exceda 24 horas antes do embarque; ter bilhete de ida e volta (estadia na ilha, como turista, deve ter prazo máximo de 30 dias); bilhete de identidade e/ou passaporte; ter reserva em alojamento turístico registado na Secretaria Nacional de Turismo ou uma carta convite escrita por um residente.

Ainda de acordo com o governo chileno, os voos programados para agosto são dois semanais, às quintas-feiras e sábados. Será avaliado também a ampliação de um voo em setembro, que provavelmente será na segunda-feira. Além disso, a prioridade na venda das passagens aéreas na primeira fase de visitas será para passageiros que deixaram o passeio pendente no período de encerramento do turismo na ilha.

Todas as pessoas que viajarem para a Ilha de Páscoa de navio ou aeronave devem apresentar seu certificado PCR negativo no momento do embarque. No caso de menores de seis anos, será permitida a apresentação de teste de antígeno negativo para detecção rápida de Covid, realizado em um centro de saúde autorizado pela Autoridade de Saúde.

Os viajantes também devem ter o Passe de Mobilidade (vacinas validadas no caso de estrangeiros) para fazer o traslado até a ilha. As informações são do site Melhores Destinos.

Além disso, todos visitantes estarão sujeitos a um protocolo de monitoramento, por telefone ou pessoalmente, que será realizado até 7 dias após a chegada. Com isso, os turistas podem ser selecionados aleatoriamente pelas equipes de Saúde entre o primeiro e o quinto dia de chegada na ilha, para fazerem um teste de Covid-19.

Leia Também:  Empresa pede que executivos carreguem malas devido caos em aeroportos

Caso o passageiro não concorde em efetuar o teste ou obtenha um resultado positivo, deve iniciar a quarentena pelos 7 dias seguintes no local indicado pela Autoridade de Saúde.

O Hospital Hanga Roa é um deles, e recebeu equipamentos que lhe permitirão alargar a cobertura de cuidados contra a Covid-19. Para além disso, foi instalada ainda uma bomba de oxigénio para o atendimento de doentes respiratórios e protocolos para a transferência de doentes críticos para o continente. O Hotel O’TAI também recebeu uma instalação sanitária com capacidade máxima de 100 pessoas.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.


Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TURISMO

Destino dos Famosos: cenário paradisíaco e boa gastronomia na Croácia

Publicados

em

O território já foi visitamos por algumas celebridades brasileiras ilustres
Reprodução/Redes Sociais – 12.08.2022

O território já foi visitamos por algumas celebridades brasileiras ilustres

A Croácia está entre os destinos mais exóticos e acessíveis da Europa. Possui verão ensolarado, muitas praias e festivais de música para quem gosta de marcar presença nestes eventos internacionalmente. A cada temporada, o destino conquista mais e mais turistas, pois apesar de ser um país pouco populoso – apenas 4 milhões de habitantes –, a Croácia oferece locais paradisíacos para visitar. 

O mês de julho é o mais indicado para visitar o território, pois é quando começa o verão europeu. Os dias são bem quentes, o que estimula os turistas a caminhar pelas praias do litoral croata e as chuvas são diminutas. Sem falar que no começo do mês as cidades ainda não estão muito lotadas, então é ideal para quem prefere passeios mais tranquilos. 

É nessa época que são realizados grandes eventos e festivais de música eletrônica, contando as baladas de praia. A Croácia também é um destino bastante procurado pelos alemães e austríacos, já que as férias escolares são em agosto e depois de julho os hotéis ficam lotados, então vale se planejar com antecedência para evitar esses picos.

Como chegar à Croácia?

Sobre custo benefício, é importante lembrar que a moeda na Croácia é o Kuna (HRK) – que na cotação atual se aproxima bastante da moeda brasileira, com 1 kuna valendo pouco mais de 1 real*. As passagens aéreas costumam valer a pena. O Brasil não oferece voo direto para o destino, por isso a forma mais econômica é ir para algum país mais próximo – como França ou Alemanha – e de lá ir para a Croácia. O voo de Paris para Zagreb, a capital croata, pode custar aproximadamente R$ 200.

Leia Também:  Quase 14 mil pedidos de medidas protetivas foram registrados no ano passado pela Polícia Civil

Culinária marcante

A comida croata é bem diversa, especialmente dependendo da região – o que se deve à herança deixada pelos povos que dominaram o território na antiguidade. É possível identificar elementos que vão desde a gastronomia romana aos costumes turcos. Por exemplo, na costa da Dalmácia o turista encontra pratos tipicamente gregos e italianos, já em Zagreb e regiões montanhosas o que prevalece é a comida húngara e austríaca. 

Os pratos mais tradicionais são a Peka (feito com carne, vegetais ou frutos do mar, com batatas, especiarias, óleo e sal), o Fuzi (massa servida com molho de creme de trufas ou molho vermelho suave com carne ou frango) e o ensopado, que em croata é chamado de Buzara (prato simples feito com mexilhões em caldo de vinho, alho e pão ralado).

O que visitar? 

A cidade de Dubrovnik é um dos mais belos pontos do país, tanto que é apelidada de “Pérola do Adriático”. Ela oferece praias com água cor de esmeralda e mar calmo para praticar atividades aquáticas como caiaque ou nado. A cidade conserva muralhas da época medieval que são muito visitadas. Essa arquitetura foi o cenário principal da série “Game Of Thrones”, incluindo a mansão Trsteno Arboretum, o Parque Gradac, Forte Lovrijenac, o Portão de Pile que faz parte da entrada para a Cidade Velha e a Torre Minceta.

Leia Também:  Chocolate para a Páscoa pode apresentar diferença até 224% no preço

Como segunda maior cidade da Croácia há Split, o principal centro da região da Dalmácia. Ela é considerada um museu a céu aberto, totalmente cercada pelas montanhas na costa do Mar Adriático. De todos os atrativos disponíveis, o mais visitado é o palácio de Diocleciano, rodeado por muralhas e vielas com chão de pedra que levam a restaurantes, lojinhas e bares. 

Para quem prefere os cenários mais paradisíacos, a ilha Hvar fica em meio ao Mar Adriático e abriga várias praias e locais recheados de história – sem contar os restaurantes que oferecem o melhor da gastronomia croata. É a ilha mais ensolarada do país e nela o turista pode visitar as praias de Hula Hula, conhecida como praia das pedras e Pokonji Dol, famosa pela calmaria e tranquilidade.

Zagreb, a capital, é a única metrópole de todo território croata e curiosamente um dos pontos mais visitados, mesmo com a ausência de praias. Conhecida como “Nova Toscana”, a cidade tem águas belíssimas, os balneários de Rijeka e Pula e ruas bem arborizadas e limpas. Os atrativos históricos e culturais são bem fortes, com opções de museus, bibliotecas e teatros. 

*Valores apurados em 12 de agosto de 2022.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA