CUIABÁ

TURISMO

Cruzeiro naufragado há 22 anos é atração turística nas Ilhas Salomão

Publicados

TURISMO

source
MS Discoverer naufragou nas Ilhas Salomão em 2000
Reprodução/Instagram

MS Discoverer naufragou nas Ilhas Salomão em 2000

Um cruzeiro alemão que naufragou há pouco mais de 22 anos se tornou uma atração turística nas Ilhas Salomão. Os restos enferrujados e deteriorados da MS World Discoverer, embarcação construída em 1974, permanecem desde 30 de abril de 2000 encalhados em uma baía das Ilhas Florida, que compõem a nação insular.

Algumas tentativas de retirar o navio do local foram feitas, mas sem sucesso.  Desde então, os destroços do MS Discoverer se tornaram uma atração turística nas Ilhas Salomão. Vídeos e fotos dos naufrágio podem ser encontrados com facilidade nas redes sociais.

Na época do naufrágio, o navio pertencia à Society Expeditions Cruises, empresa americana especializada em viagens a locais inóspitos como a Península Antártica. Em abril de 2000, o MS Discoverer passeava com seus passageiros pelas Ilhas Salomão.

O navio bateu em um recife que não havia sido ainda detectado por navegadores. Sob o comando do capitão Oliver Kruess, o MS Worls Discoverer, já danificado pela colisão, foi conduzido até o litoral para que não afundasse no mar.

Ao adentrar a Rodrick Bay, a embarcação acabou tendo de ser abandonada pela tripulação e passageiros, que foram resgatados. Ninguém ficou ferido.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TURISMO

Destino dos famosos: a tranquilidade e o refúgio tropical de Anguilla

Publicados

em

source
Harry Styles, Beyoncé, Jay-Z e Adele estão entre famosos que apoveitaram o refúgio de Anguilla
Reprodução/montagem

Harry Styles, Beyoncé, Jay-Z e Adele estão entre famosos que apoveitaram o refúgio de Anguilla

Pé na areia branquinha, mergulho em mares turquesas, culinária regional rica e a possibilidade de passar o dia desfrutando de drinks à beira da praia ou em ilhas maravilhosas. Esses são só alguns atributos do que é possível fazer em Anguilla, que é considerada como a melhor e mais bela ilha do Caribe .

Anguilla é ideal para quem quer se distanciar da rotina e busca por privacidade, o que faz do local o destino preferido de muitos famosos internacionais e nacionais. Entre os nomes que já buscaram pelos encantos do local estão Harry Styles, Beyoncé, Jay-Z, Justin Bieber, Adele, Paris Hilton, Paul McCartney, Harrison Ford e LeBron James. Entre os brasileiros, Fernanda Vasconcellos, Caio Castro, Cássio Reis e Camila Coelho são algumas estrelas que marcaram presença.

Anguilla faz parte do território britânico e é vizinha de outras ilhas paradisíacas muito badaladas, como a ilha de São Martinho e as Ilhas Virgens Britânicas. Estima-se que a região conta com uma população menor do que 15 mil habitantes, o que só evidencia o porquê o local é sinônimo de refúgio, anonimato e calmaria.

A região e as ilhas que estão em seu território são pequenas e é possível conhecer o destino inteiro em poucos dias. Com 91 quilômetros quadrados, ela pode ser percorrida inteiramente de carro em 45 minutos. Pelo território plano, é comum que turistas aluguem bicicletas para explorar o local com facilidade e da melhor forma: sentindo o vento no rosto e apreciando cada tesouro anguilano sem pressa.

A ilha é dividida entre as alas West End, que proporciona um pouco mais de agito, e East End, cujas belezas são voltadas para quem realmente quer ficar imerso em total quietude. As praias são, definitivamente, as principais atrações de Anguilla. Quem já teve a oportunidade de passar por lá aponta que a beleza da região é sem igual e proporciona uma “parada no tempo” ao visitante.

As baías e as praias são sempre marcadas pelas águas bem azuis e pela areia fofinha e branca, por vezes acompanhada também da vegetação bem verde. A temperatura ambiente e das águas são agradáveis durante o ano todo; a média do clima por lá é de 28ºC a 32ºC.

Em determinados períodos do ano, a ilha recebe festivais de música e de culinária que se tornam grandes atrativos e incrementam ainda mais as possibilidades do que fazer em Anguilla . O mais famoso deles é o Festival del Mar, que acontece anualmente em Island Harbor, nos fins de semana de Páscoa. Torneios de natação e pesca, competições culinárias, shows, degustação de frutos do mar e corrida de barco a vela (o esporte local) estão entre as atrações do período.

Leia Também:  Superliga: atrás de 5º título, Wallace elogia torcida do Sada Cruzeiro

Por falar em culinária, esse é um dos pontos mais fortes de Anguilla. A ilha caribenha é repleta de restaurantes sofisticados, além de ser dona de muitos pratos interessantes para serem degustados. Os mais marcantes deles é a típica sopa do Miss Mabel, que é um guisado de cabrito, e o churrasco de costelas do Ken.

Como chegar em Anguilla?

Os principais voos diretos para Anguilla saem de Miami e da Cidade do Panamá. Desde abril deste ano, a American Airlines opera voos diários com saída do Aeroporto Internacional de Miami com chegada pelo Aeroporto Internacional Clayton J. Lloyd (AXA), perto de The Valley, capital de Anguilla.

Também é possível chegar pelo aeroporto de Sint Maarten (lado holandesa das Ilhas de São Martinho, diferente de Saint-Martin, que corresponde ao lado francês) e pegar um barco à Anguilla. O trajeto do barco tem previsão de chegada de 20 minutos à ilha.

Com saída do Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU), em São Paulo, os preços das passagens aéreas, ida e volta, podem custar a partir de R$ 9,5 mil* e até passar dos R$ 20 mil. Fechar a viagem com bastante antecedência pode ajudar o turista a encontrar preços mais baixos.

O que fazer em Anguilla?

West End

Considerado o lado mais efervescente da ilha, é na West End onde estão os principais hotéis e resorts cinco estrelas, os restaurantes mais populares e algumas das mais belas praias de Anguilla. As principais praias da região são Barnes Bay, Cove Bay, Maundays Bay, Meads Bay, Rendezvous Bay e Long Bay. Todas elas formam um arco de areia luminoso e macio, acompanhado pelo belo mar azul. O principal cartão-postal de West End é o esplendoroso arco de pedras que se ergue acima do nível do mar.

East End

Este lado de Anguilla é marcado pelo clima ainda mais calmo, tranquilo e relaxante. Não à toa, a principal atração da região é uma praia praticamente deserta chamada Shoal Bay. Ali, os guarda-sóis azuis, as montanhas e os coqueiros tombados ajudam a compor a atmosfera paradisíaca da beira mar. O clima de isolamento garante muita privacidade. A região conta ainda com muitas opções de spa, algumas acomodações, bares e restaurantes.

The Valley

Localizada no centro de Anguilla, a capital abriga bancos e prédios governamentais, reserva traços da arquitetura colonial inglesa e preserva construções históricas datadas do século 19. A ilha conta com uma grande variedade de construções de igreja, sendo a principal delas a St. Gerard’s Catholic Church (pela estrutura em três arcos pontiagudos e a fachada de pedras).

Leia Também:  Com lei da ex, Cruzeiro supera Ferroviária pelo Brasileiro Feminino

Há algumas praias na região, como a Crocus Bay Beach, que tem águas claras e tem trechos do mar cercados por paredões rochosos, e a Little Bay, que é bem pequena e conhecida por ser uma das mais quietas de toda a ilha.

Atividades aquáticas

A abundância de mar e o clima sempre tropical convida os turistas a realizarem diversas práticas aquáticas e subaquáticas. Mergulhos no mar, snorkeling, observação de animais marítimos e stand up são apenas algumas das possibilidades do que pode ser feito em Anguilla; sem falar nos passeios de barco e escuna. É possível incluir essas aventuras no pacote ou buscar por elas em agências de turismo.

Nos territórios de Cove Bay e Long Bay, no meio do mar, o turista pode se aventurar também no Anguilla Watersports, parque aquático que oferece estrutura e diversas opções de esportes radicais marítimos para praticar.

Assistir corridas de barco a vela

Na primavera e no verão são realizadas diversas corridas, mas é no fim de semana do Festival del Mar que acontece a final da Semana de Corrida de Barcos. O nome dos espectadores desses eventos é Landracers, que se reúnem na costa da praia para torcer para o time preferido.

As corridas de barco a vela são uma tradição e passatempo enraizados na região desde o início do século 20. Além de ter um forte contexto histórico que remete ao retorno dos trabalhadores, que buscavam emprego em outras ilhas em um momento crítico da economia anguilana e apostavam as corridas ao regressar, é um esporte que causa muita emoção e adrenalina (tanto ao espectador como ao participante).

Island Harbor

Localizada no extremo leste, é uma vila de pescadores bastante pitoresca e charmosa. O local conta com um belo píer de pesca rodeado de conchas e repleto de barquinhos coloridos, um dos locais mais instagramáveis de toda ilha. Island Harbor é conhecida também por ser a sede do tradicional Festival del Mar.

Scilly Cay

De Island Harbor, é possível pegar um bote para Scilly Cay, uma bela ilha privada conhecida principalmente por ser o eixo gastronômico de Anguilla. Por lá, é possível desfrutar dos pratos típicos da melhor qualidade à base de frutos do mar, como lagosta grelhada, lagostim e caranguejo. A região também é conhecida por oferecer o característico ponche de rum.

Entre no grupo do Telegram do Portal iG !

*Preços consultados em 20 de maio de 2022 considerando as datas de 19 a 26 de junho.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA