CUIABÁ

MULHER

Como começar sua obra sem dor de cabeça?

Publicados

MULHER

source

Por Helo Yamashiro

Planejamento é a palavra-chave para o início de qualquer atividade e existem algumas situações nas quais você precisa estar preparado mentalmente:

POEIRA: ainda que em quantidades diferentes, o pó estará presente em 99% dos serviços. E ele é tão inconveniente para o espaço físico e para a sua saúde, que ele pode permanecer por dias (ou meses) dentro do espaço que sofreu a reforma, mesmo após a realização de limpeza pós-obra.

SUJEIRA: mesmo a equipe mais perfeita do mundo não poderá executar todos os serviços sem sujar algo ou deixar algum vestígio durante o processo da obra. Isso não significa que não será limpo, apenas um alerta ao visitar uma obra de que essa sujeira pode ser momentânea.

ODORES : cheiros desagradáveis de solventes, tintas, cola, entre outros, leva um tempo para sair do ambiente. É recomendável uma boa ventilação para auxiliar no processo da troca de ar do ambiente.

BARULHO: a maioria das construções não possuem isolamento acústico, tornando inevitável que uma obra seja 100% silenciosa. Para quem sofre de misofonia (condição em que uma pessoa reage de forma intensa e negativa a pequenos sons), uma simples lixa de parede é o suficiente para gerar um transtorno.

Para que os transtornos acima sejam reduzidos, abaixo listamos 09 dicas antes de iniciar sua reforma:

1.       Certifique-se dos horários permitidos para a obra: se você mora em condomínio de apartamentos ou casas, é fundamental consultar o síndico ou administradora para certificar-se dos horários de obra, entrada e saída de material, limpeza das áreas comuns e acesso da equipe de obra. No caso de casas, normalmente as prefeituras possuem regras relacionas ao barulho permitido. É de bom agrado comunicar os vizinhos sobre intervenções significativas que poderão comprometer a rotina do entorno.

Leia Também:  Dinheiro no bolso: dicas para atrair fortuna!

2.       Documentações: garanta que todos os documentos e alvarás necessários estejam devidamente aprovados no condomínio ou na prefeitura.

3.       Embale objetos e móveis: tudo o que não será utilizado durante a obra, precisa ser embalado para manter o bom aspecto do produto, evitando o pó. Use caixas (de papelão ou plástico) limpas e intactas, sele com fita adesiva e etiquete com o que está dentro e de qual ambiente pertence.

4.       Proteja tudo: Papelão, plástico bolha, lona. Esses são alguns aliados essenciais durante a obra. Proteja tudo antes de iniciar: armários, portas, móveis grandes.

Dica da Helo: As portas serão reaproveitadas durante a reforma? Que tal envelopá-las com filme plástico nos dois lados? Isso ajudará a manter a cor e evitar machucados.                                                               

5.       Defina onde armazenar: já pensou onde armazenar tudo o que você irá reaproveitar para a sua casa? Temporariamente, você pode alugar um depósito em um guarda-móveis (normalmente o contrato é mensal e por metragem quadrada) ou um espaço na casa de algum amigo ou familiar. Nas duas opções, é importante levar em consideração os valores de transporte envolvido também. Se você reformar parcialmente sua casa, você pode setorizar os ambientes e usar alguns deles para esse fim. Se for reformar por completo, a logística da equipe de obras será mais desafiadora, exigindo cuidados redobrados de movimentação de todos os itens.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 04 de maio de 2022

6.       Água e luz funcionando: fundamental! Sem isso, melhor nem começar.

7.       Luminárias: desmonte todas, se possível, proteja e guarde. Por ser um item frágil, é melhor se precaver com esses cuidados iniciais. A equipe de obras pode providenciar soquetes e lâmpadas para o dia a dia.

8.       Proteja o piso que será preservado: um dos maiores medos durante a reforma é danificar aquilo que já está pronto, como piso. Consulte um especialista sobre qual tipo de proteção é ideal para o seu piso e não economize nesse item. É mais fácil prevenir da sujeira, resquícios de obra, do que reparar ao final.

9.       Limpeza constante: nos sentimos seguros em ambientes limpos e organizados. Programar limpezas constantes evitará acúmulo de poeira e garantirá que você consiga checar a qualidade dos serviços executados.

Agora é a sua reforma está pronta para iniciar. Lembre-se de realizar um monitoramento constante das proteções e, se necessário, realize a troca. Tenho certeza que a sua obra será mais organizada.

 Leia também:

https://delas.ig.com.br/colunas/dentro-de-casa-por-heloisa-yamashiro/2021-04-19/plantas-dentro-de-casa.html

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MULHER

Energia elétrica: 4 dicas para evitar o desperdício durante o inverno

Publicados

em

Energia elétrica: 4 dicas para evitar o desperdício durante o inverno
Redação EdiCase

Energia elétrica: 4 dicas para evitar o desperdício durante o inverno

Confira como medidas simples podem fazer a diferença no consumo de energia

Por Caroline Baptista 

Com a chegada do inverno, a água aquecida se torna fundamental contra as baixas temperaturas. Sobretudo nesta época do ano, o chuveiro elétrico se torna um item essencial para um dos momentos mais relaxantes do dia: o banho. Assim, o consumo de energia aumenta durante os dias frios e as contas ficam mais caras. Mas, algumas medidas simples podem ajudar a reduzir o consumo de energia elétrica. Por isso, o engenheiro Edson Suguino cita 4 dicas para evitar o desperdício de energia durante o inverno. Confira!

> 4 dicas para usar itens com valor afetivo na decoração

1. Fique de olho nos horários

Uma medida simples é evitar tomar banho no início da manhã ou após às 22h00, quando as temperaturas estão mais baixas, o que exigirá trabalho redobrado da potência do chuveiro. É necessário também evitar os horários de pico de uso, que costumam ser das 17h30 às 20h30. Dessa forma, as companhias de energia elétrica não ficam sobrecarregadas e, consequentemente, não ficam comprometidas com o fornecimento para todas as regiões.

Leia Também:  Além do sexo: sete mitos e verdades sobre lubrificantes íntimos

2. Evite ligar tudo ao mesmo tempo

Secador de cabelo, máquina de lavar roupas, torneira elétrica e chuveiro elétrico? Evite! Vários aparelhos funcionando simultaneamente sobrecarregam a rede de energia elétrica.

3. Economize o tempo no chuveiro

Apesar do conforto de um longo banho, o ideal é que não seja ultrapassado o tempo de 8 minutos. Ficar muito tempo embaixo do chuveiro sobrecarrega o aparelho e desperdiça água e energia. É necessário monitorar o tempo do banho das crianças também, uma vez que a distração com brincadeiras promove o desperdício.

4. Controle ao alcance das mãos

O banho com a temperatura desejada do início ao fim é possível com os chuveiros eletrônicos, que oferecem controle ideal da temperatura e, consequentemente, economia. Podem ser encontrados modelos com haste prolongadora ao alcance das mãos, que permitem a escolha gradual e precisa da temperatura de forma rápida e simples.

“Com as temperaturas mais baixas e toda a família em casa , ninguém quer ficar sem o banho quente, afinal, o banho é o aliado perfeito para despertar ou após um longo dia de tarefas. Portanto, ficar atento às dicas simples que garantem a durabilidade dos equipamentos ajuda no consumo consciente de energia elétrica”, explica o engenheiro.

Leia Também:  Dia do comediante: conheça os signos mais engraçados do Zodíaco

Acompanhe mais dicas na revista ‘Manual do Construtor’

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA