CUIABÁ

SORRISO

Imunização antirrábica terá início na segunda-feira, 08

Publicados

SORRISO

Serão imunizados cães e gatos acima de três meses de idade e que não estejam doentes no dia da aplicação. Além disso, no caso de fêmeas, o animal não pode estar gestante. A estimativa é imunizar 13.102 cães e 2.377 gatos, chegando a 15.479 animais.

A coordenadora de Vigilância Ambiental, Claudete Damasceno, destaca que é importante que quem leve o animal para a imunização tenha mais de 18 anos e domínio sobre o pet. “Pedimos que compareçam de máscara e mantenham a distância recomendada”, frisa. Ela explica que quem tiver a carteirinha de vacinação do animal pode trazer, quem não tiver será confeccionada na hora.

Claudete destaca que a equipe da Vigilância Ambiental de Sorriso irá realizar dois dias “D”. No dia 10 de outubro o dia D será na Região Leste e no dia 19 de outubro, o Dia D será na área central.

A Vigilância Sanitária reforça ainda que é proibido entregar vacinas aos proprietários dos cães e/ou gatos para serem aplicadas em casa. Os donos devem levar os animais ao local para a aplicação.

Leia Também:  Câmara retoma atividades parlamentares nesta quinta-feira (3)

Capacitação

Na manhã desta sexta-feira (5 de agosto), os agentes de endemias participam de uma capacitação para a imunização. A formação foi realizada no Abrigo Municipal de Cães e Gatos e ministrada pelas veterinárias Keyla D’Agostin e Marcela Santana.

O que é a raiva

Segundo a Secretaria de Saúde e Saneamento, “a raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos e pode ser transmitida aos humanos (antropozoonose) pela mordedura, lambedura e arranhadura de animais infectados com o vírus da raiva”.

O distúrbio é caracterizado por sintomas neurológicos e, de acordo com a pasta, “é uma doença quase sempre fatal (praticamente 100% dos casos evoluem para óbito), para a qual a melhor medida de prevenção é a vacinação pré ou pós-exposição”.

Fonte: Prefeitura de Sorriso – MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SORRISO

Equipe do Programa VitaMel Mais participa de Dia de Campo em…

Publicados

em

Um dia de campo para conhecer o Meliponário que realiza prática de produção, divisão e multiplicação de enxame de abelhas sem ferrão, de diversas espécies, levou equipe do programa Vita Mel até Alta Floresta para conhecer in loco o processo num todo.

A equipe da SAMA formada membros do Programa VitaMel Mais e 01 produtor foi recepcionada pela secretária de Meio Ambiente de Alta Floresta/MT, Gercilene Meire que explanou sobre o Projeto Meliponicultura.

Em campo, a equipe participou na prática da técnica de multiplicação das abelhas uruçu boca-de-renda, uma espécie sem ferrão.

Conforme o coordenador do VitaMel Mais, Niki Nelson, Alta Floresta é referência em preservação e incentivo na produção de mel, por abelhas sem ferrão. “Fomos conhecer o diferencial dessa variedade de abelhas e do mel que vem ganhando espaço no município e se expandindo pela região. Em Sorriso, produzimos mel a partir das colmeias de abelhas com ferrão. Uma nova variedade pode se tornar uma alternativa para agregar renda extra ao produtor de mel. Futuramente a equipe do projeto do Meliponário Municipal de Alta Floresta virá conhecer nossas colmeia e variedades. Uma troca de informações que vem somar para setor que tem se desenvolvido e subsidiado a agricultura familiar, nos dois municípios”, destaca.

Leia Também:  Trajeto do 4.º Pedal da Cidade passa por alteração

O Programa VitaMel Mais é um programa da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA).

Fonte: Prefeitura de Sorriso – MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA